Acervo

Importância do acervo

Os bens que formam o acervo do Museu Ferroviário e do Café Machadense, como já descrito no texto de abertura e apresentação deste museu, reúnem mais de uma centena de peças, dentre elas, 63 que foram cedidas pelo DNIT/Brasília, DF, através da Inventariança da extinta RFFSA (Rede Ferroviária Federal S.A.), em Juiz de Fora, MG, onde foram recolhidos materiais que pertenceram às antigas estradas de ferro do Sul de Minas, como a Estrada de Ferro Machadense, além de objetos cedidos por parentes de pessoas ligadas à história da ferrovia machadense e da cafeicultura, entre os quais, a escrivaninha e instrumentos de trabalho do engenheiro Edwar Dias, superintendente e principal responsável pela construção da estrada.
O acervo reúne, ainda, muitas fotografias que lembram as estações da Estrada de Ferro Machadense em Machado, Caiana, Alfenas e Gaspar Lopes. É este rico acervo, grande parte em exposição permanente do museu, que apresentamos a seguir.

Escrivaninha de Madeira
Caderneta de anotação
Sino de Estação
Balança de Armazém
Imagem de Nossa Senhora do Café
Placa de identificação da locomotiva
Fotografia da Locomotiva Baldwin 205
Voltímetro
Pires com logotipo da RFFSA
Nível Óptico ( topográfico)
Pirâmide
Locomotiva vapor 13 da Estrada de Ferro Machadense
Fotografia do Embarque na Estação
Fotografia – Filhas de Maria ( Pia União), com o Padre Schir
Fotografia da Estação da Estrada de Ferro Machadense
Entalhe de Madeira
Parafuso com porca
Contato